Deparo-me constantemente com situações que me sensibilizam, porque faziam parte da minha vida até então. E hoje as vejo como símbolo da imaturidade e das consequências que o querer-sentir-tudo-tanto trazem: a ausência de paz de espírito.

Pode ser que seja a maternidade, pode ser que seja o que venho lendo, pode ser que seja a Lua; mas sinto, forte e verdadeiramente, que o que já me foi máxima, é hoje reflexo da voluptuosidade da juventude.

Repeti continuamente que é melhor sentir algo do que sentir nada, seja bom ou ruim. Nada mais queria dizer além de “vai, jogue-se do precipício se tens vontade voar”.

Acredito que por um tempo que seja, esse tempo passou. Percebo mais isso quando meu desejo é o efetivamente não sentir. Engana-se aquele que pensa que isso significa estar apático, pelo contrário, significa limpar-se dos véus de Maya e encontrar o efetivo sentir. Encontrar a pureza meio ao caos.

Talvez nos enganemos com sentimentos efusivos, com dores e amores, mesmo inconscientemente, pra deixar de prestar atenção no centro. Pra não ter que lidar com a efemeridade de tudo aquilo que está perto.

Não vejo nada mais aventureiro que isso, principalmente se se está quebrando um paradigma interno.

Lanço-me, então, feliz, ao precipício da busca pela constância.

“Em praias de indiferença
navega o meu coração.
Venho desde a adolescência
na mesma navegação.
— Por que mar de tanta ausência,
e areias brancas de tão
despovoada inconsistência,
de penúria e de aflição?
(Triste saudade que pensa
entre a resposta e a intenção!)
Números de grande urgência
gritam pela exatidão:
mas a areia branca e imensa
toda é desagregação!
Em praias de indiferença
navega meu coração.
Impossível, permanência.
Impossível, direção.
E assim por toda e existência
navegar navegarão
os que têm por toda ciência
desencanto e devoção.”

Cecília Meireles

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s