spread their weight and let the planet spin

ando a passos lentos. caminhei hoje entre flores e árvores; o sol de outono toca a pele e a vontade é de me abrir. deixar invadir. os tons e sons confundem-se em êxtase: procuram-se.

gentileza natural. complementação mística. entrega…

sigo procurando poesia, no ar… sinto, só sinto o amor em mim, em picos.

não tenho conseguido pensar racionalmente

envolver-se numa aventura dessas, tão definitiva, por livre e espontânea vontade, ou por dar azo aos impulsos, guia único por muito tempo, ou por simplesmente ignorar a grandiosidade da experiência – que seja -, estou prestes a dar a luz.

cacete…

estou me aproximando do ápice da existência no que diz respeito ao amor? liberar um pedaço da minha força, alma, energia por aí… Talvez seja a relação mais altruísta que se pode alcançar na vida, se trata de entrega e de amor, amor descontrolado.

será que é o que eu sempre procurei? no fundo acho que não tenho a menor ideia do que estou fazendo. mas será que alguém tem?

vou adicionar uma música ao sábado de ar:

Hi and Fine
Sold the Wheel and Time
Spread their weight and let the planet spin
Do you feel like something’s not real?
Let the spirit move you again
Are you leaving for the country?
You say the city brings you down
Leave the Iron cloud behind and feel the circus moving on

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s